Seu filho 5-11 anos

Domine a multiplicação


Seu aluno conhece as mesas dele? Atenção, fica complicado! Abra espaço para a multiplicação de dois dígitos e depois três. Veja como é feito na aula e nossas dicas para ajudá-lo em casa.

  • Com uma progressão muito lógica, seu filho aborda a multiplicação de dois dígitos. Diante dessa complicação, apenas uma solução: organize-se!

Quando começa?

  • Do CP, seu filho aborda a noção de multiplicação. Na maioria das vezes, é na forma de repetição de acréscimos que ele se aproxima da escrita multiplicativa (2 + 2 + 2 + 2 = 4 x 2).
  • No CE1, memoriza resultados simples, como a multiplicação por 10. Ele cria, usa e começa a memorizar a tabela de multiplicação. A multiplicação de um dígito é abordada no CE1, embora essa técnica não seja necessária no final do ciclo II.
  • No CE2, a técnica operativa de multiplicação com dois ou três dígitos é elaborada. É revisado ao longo do ciclo III e aplicado às casas decimais. É por isso que é importante que essa técnica seja entendida no CE2 com números comuns em uso comum. No entanto, não se deve procurar virtuosismo excessivo.

Na aula, quanto tempo dura?

  • No CE1, a multiplicação de um dígito é abordada através de problemas. Seu filho é confrontado com esta operação em sua forma mais simples. A construção da tabuada será objeto de mais sessões a partir do segundo trimestre.
  • No CE2a partir do 1º trimestre, é a própria técnica operatória que é descascada. No segundo trimestre, a multiplicação de dois dígitos aparece. Todo esse ano do CE2 deve permitir que seu filho o domine antes de entrar no CM1.

1 2 3