Notícia

Nathalie Gettliffe: "Estou lutando para recuperar meus filhos"


Condenada por seqüestrar seus filhos do marido sectário canadense, Nathalie Gettliffe agora vive em Ardèche com seus dois filhos pequenos, o último dos quais nasceu na prisão. Ela nos conta sua história.

  • Quando conheço meu ex-marido na França, tenho 16 anos. Ele dirige um restaurante em Vancouver, Canadá. Nos casamos em 1989, tenho 18 anos. Junto-me lá e começo a estudar arqueologia. Maximilian nasceu em 1993 e Joséphine dois anos depois. Enquanto isso, meu marido compra o restaurante, mas os negócios são ruins e ele muda de emprego. Eu cuido das crianças. Estamos estressados ​​por preocupações financeiras. Decido voltar à escola para me tornar professora.

A sombra da seita

  • "Meu marido se sente perdido. As pessoas que estão evangelizando nas ruas pedem que ele vá à igreja. Não sou a favor nem contra, vejo que ele precisa nessa fase difícil. Com crianças, vamos lá de vez em quando. Esta igreja é considerada uma seita na França, não no Canadá. Mas isso eu não sei. No Canadá, as igrejas estão por toda parte. Mas rapidamente, eu não entendo o que está acontecendo. Eu vejo pessoas voltando para casa para estudar a Bíblia. Uma vez por semana, depois dois, três ...

Batismo, guru ... começa a imersão

  • "Estamos à beira do Oceano Pacífico. Meu marido está imerso na água com roupas brancas. Ele não é mais a mesma pessoa. Me disseram: "Seu marido não era uma boa pessoa. Era uma boca grande, um egoísta. Agora ele está salvo. "Depois desse batismo, ele tem responsabilidades. Ele tem que levar as crianças para uma missa extra na quarta-feira. Ele se torna um robô. Ele repete ladainhas. À noite, ele tenta me converter. Ele está apontando e não quer ouvir meus argumentos. Aprendo que ele tem um guru e ele não pode discutir comigo sem antes falar com seu "referente".

    1 2 3 4 5