Seu filho 3-5 anos

Pânico no circo! : episódio 3


Enquanto investiga desaparecimentos misteriosos no circo Popof, o palhaço Zipo se vê injustamente suspeito! Ele conseguirá salvar sua cabeça e a apresentação de hoje à noite? Rapidamente, vamos levantar a cortina da sequência!

  • À noite, Zipo se prepara em seu trailer. O show começará em breve. De repente, ele ouve tossir no diretor. Inclui: "Mas ... Manolo mentiu! Ele não pode ter falado com o Sr. Zakouski, ele está na cama. É suspeito ".
  • Nesse momento, ele vê o acrobata, que entra silenciosamente na tenda. Curioso, Zipo o segue. Ajoelhado nos bastidores, Manolo está mexendo na roda do monociclo.
  • Zipo corre: " Hep, você! "Mas whamele está ficando preso em seus sapatos grandes. Manolo aproveita a queda de Zipo para escapar.
  • Com um saltoele entra na pista e sobe ao longo de uma corda a toda velocidade. Os espectadores aplaudem esse acrobata engraçado. Zipo monta o monociclo e começa a persegui-lo. No entanto, hula, esta máquina sabotada dá tudo errado!
  • Lá em cima, o acrobata também está com problemas. Ele corre com um trapézio que ele mesmo revestiu com sabão esta manhã! O trapézio escorrega, Manolo cai no vazio... e cai bem nos ombros de Zipo.
  • Que choque! Zipo segura, depois cai na pista. E cracele esmaga o chapéu, cuspindo um grande jato verde em Manolo. A platéia está rindo.
  • De volta aos bastidores, os dois artistas são parabenizados por toda a trupe. Mas Manolo não tem orgulho dele. Ele admite: "O patrão do circo Patatini me enviou sabotando seus números. Ele queria perder tudo para que os espectadores não venham mais a você! Escondi o material roubado da Tina. Me desculpe! "
  • Após a discussão, o acrobata é perdoado. Zipo ainda tem um número a oferecer. A partir de agora, ele não está mais sozinho no palco. E os palhaços voadores Zipo e Manolo têm um bom sucesso. O circo Popof não terminou de deixar as pessoas com inveja ...

final

Baixe a história na íntegra

Outras histórias? Clique aqui.

Uma história escrita por Pascale Hédelin, ilustrada por Aurélie Guillerey, publicada na revista J'apprends à lire, Milan jeunesse.